Capitais materiais e capitais imateriais

Compartilhar:

O valor das empresas é comumente medido pelos seus capitais, sejam eles materiais ou imateriais, ativos tangíveis ou intangíveis. No senso comum, o termo 'intangível' refere-se a algo que não se consegue tanger, tocar, ou seja, aquilo que não pode ser 'percebido por meio do tato'. No mundo corporativo, mais especificamente no mundo contábil, denominam-se ativos intangíveis aqueles 'bens que não tem conteúdo físico, são usados em conjunto, não possuem valor de mercado separadamente e dependem da estruturação adequada dos processos organizacionais e da estratégia que os relaciona'.

Alguns exemplos de ativos intangíveis de uma empresa são as pessoas e suas competências, tais como seu conhecimento, habilidades e atitudes; os relacionamentos internos e externos; a cultura, a reputação, a percepção e o julgamento dos clientes e consumidores sobre a qualidade e confiabilidade dos produtos e serviços; os sistemas de informação, as bases de dados, os procedimentos, entre outros. Alguns ativos intangíveis têm sido também chamados de capitais (humano, social e de relacionamento, intelectual) em analogia ao capital financeiro, ao capital manufaturado (produtos) e ao capital natural que são os recursos naturais. Essa estrutura de seis capitais é a utilizada internacionalmente através do Relato Integrado.

Alguns ativos intangíveis atendem aos requisitos contábeis para registro em balanço (exemplos patentes, concessões públicas e licenças), enquanto outros não, apesar da sua perceptível contribuição para o valor da companhia (exemplos: carteira de clientes, reputação).


Perguntas do questionário ISE relacionadas ao tema

Desempenho das empresas em indicador relacionado ao tema


Esquecemos algo? Tem alguma sugestão sobre este texto?